sábado, 27 de dezembro de 2014


Ufaaaa o Natal já passou, a azáfama que antecede esse dia foi-se e de repente as pessoas voltam a ficar mal-encaradas, sente-se uma espécie de descompressão como se pudessem finalmente voltar ao estado normal mais especificamente de "trombas", esta coisa de ter que andar "eufórico", sorrir o dia todo, mandar votos de feliz natal até àquela tia-avó que temos no Brasil, decorar a casa como manda a tradição, sem esquecer as varandas e ter de optar entre o tradicional menino Jesus em pelota, que só de olhar até me gela os dentes, ou o pai natal suicida armado em alpinista radical, correr de um lado para o outro à procura das prendas com a melhor relação qualidade-preço, procurar pelas iguarias próprias da Época, etc...isso tudo pode não parecer mas fatiga! A pessoas ficam bipolares nesta época, criam expectativas, deliram com a visão de uma ceia perfeita, com o clima de amor e paz que reina à nossa volta e passado umas horas depois da dita ceia de Natal..eh pah "welcome back to the real world", o bacalhau estava salgado pr'a caramba, apanhamos uma overdose de rabanadas, filhoses, aletria, bolo rei que nos deixa com uma crise de hiperglicemia, o vinho com aquele aroma "bouchonné" de certeza que estava estragado, aquela prenda não era nada do que tínhamos pedido, só pode ter sido reciclada de natais anteriores...e só de saber que o 2015 se avizinha ainda pior que o 2014, deixa-nos logo com vontade de dormir para deixar lugar aos sonhos... 

terça-feira, 9 de dezembro de 2014

Então é isto?

Quando uns decidem ir, brinca-se, deseja-se "bon voyage", graceja-se num tom irónico que há vida para lá dos blogs, abusa-se convenientemente da velha expressão que "só faz falta quem cá está" mas quando são outros, enfatiza-se a perda...

terça-feira, 2 de dezembro de 2014

Por falar, ainda, de regras...

...por vezes pergunto-me se as modas não são encaradas como regras, uma norma estabelecida sem jeito, sem gosto, um princípio do qual  dependerá todo o nosso sentido estético!


E a puta da moda dos leggings imitação pele? Hein?!



Por falar, de novo, em regras...

"Há uma regra comum que, quando uma mulher sente-se menos amada, torna-se ainda menos amável.

Ai sim?

Isto sou eu a pensar...

....mas porque raio os carecas usam touca nas piscinas? 


"Os regulamentos são semelhantes ao ritos de uma religião, que parecem absurdos, mas que moldam os homens." (Antoine de Saint-Exupéry)

sábado, 29 de novembro de 2014

Hemiciclos, blogs e afins...onde se ladra muito!

"Senhoras e senhores ... Gostaria já de salientar que vou falar para não dizer nada.
Oh! eu sei! Pensam: "Se ele não tem nada a dizer ... era melhor calar-se!"
Obviamente! Mas é muito fácil! ... É muito fácil!
Querem que eu faça como todos aqueles que não têm nada a dizer e guardam para eles?

Pois não! Senhoras e senhores, eu, quando eu não tenho nada a dizer, quero que saibam!
Eu quero compartilhar com os outros!
E se vós, Senhoras e Senhores Deputados, se não têm nada para dizer, bem, conversamos, discutimos!
Eu não sou um inimigo dos colóquios.
Mas, dizem, se nós falamos para não dizer nada, de que vamos falar?
Bem, de nada! De nada!
Porque nada ... não é nada.
A prova é que podem subtraí-lo.
Exemplo: Nada menos nada = menos do que nada!
Se pudermos encontrar menos do que nada, é que nada já é alguma coisa!
Podem comprar algo com nada!
Multiplicando : Uma vez nada ... nada
Duas vezes nada ... não é muito, é quase nada!
Mas quase nada! ... Por quase nada já podem comprar alguma coisa! ... E barato!
Agora, se  multiplicam quase nada por nada:
Nada vezes nada = nada.
Três vezes três nada = nada.
Não é novidade!
Sim ... não vale a pena falar!
Bom! Vamos falar de outras coisas! Falamos daquela situação, tomem!
Sem especificar qual!
Se me permitirem, vou falar brevemente do histórico da situação, seja ela qual for!
Há alguns meses, lembrem-se a situação não sendo pior do que a de hoje não era tão pouco melhor!
Já estávamos a caminhar para o desastre, sabíamos ...
Estávamos cientes!
Porque não se deve presumir que os responsáveis de ontem estavam mais ignorantes da situação do que estão os de hoje!

Sim, o desastre, pensávamos, era para amanhã!
Isso quer dizer que, na verdade, era para ser hoje!
Se os meus cálculos estão correctos!
Porém o que vemos hoje?
Que é sempre para amanhã!
Então eu pergunto, Senhoras e Senhores :
Adiando para amanhã o desastre é que poderíamos hoje evita-lo?
Além disso, gostaria de observar, entre parênteses, que, se o actual governo não é capaz de assegurar o desastre, é possível que a oposição se apodere dele!"

de Raymond Devos

Lá ou cá, antes ou agora, pouco ou Nada muda!

sexta-feira, 28 de novembro de 2014

Quimer(d)a!







Mas então...é verdade que o tamanho da mão divulga-nos informação sobre...não, não posso crer...




(Não vale olharem para as mãos...)

quinta-feira, 27 de novembro de 2014

Afinal...

...A sensualidade depende de pouca coisa...de uns lábios delineados e pintados de vermelho, de uma lingerie fina, quiçá uns escarpins...mas principalmente de termos no pensamento os nossos encontros...

sábado, 22 de novembro de 2014

       Isto de estar sempre a morrer, deve ser algo de extremamente cansativo...nunca se morre mas é um desgaste constante, é quase como ter preguiça de morrer e esperar que essa tristeza tenha um papel corrosivo e aniquilador...

quarta-feira, 19 de novembro de 2014

"Love me Tinder"


    "É claro que nunca iria funcionar entre eles, eram muito diferentes, ele era homem e ela mulher. Obviamente que era podre desde o início e depois? Isso não impediu que tivessem uma história e que fosse sublime"

terça-feira, 18 de novembro de 2014

domingo, 16 de novembro de 2014

Ela

   Sempre soubera que fogos de palha aqueciam pouco, enquanto as brasas contínuas de manifestações de amor sincero, trouxeram-lhe calor para suavizar uma certa frieza. 
   Abominara sentimentalismos de vão de escada, opunha-os directamente aos sentimentos genuínos e espontâneos, sabia que ajudara alguns a confortarem-se dessa falta de sentimentos, e de frieza interior. Sentimentalismos eram por assim dizer, sentimentos baratos e corriqueiros.
  Substituíra a saudade por coragem, sofismas por frieza da calma e orgulho por modéstia, esperando tudo, desejando ainda mais, sem jamais ignorar nada ao seu redor.

terça-feira, 11 de novembro de 2014

Isto sou eu a pensar...

...se tivesse muito dinheiro, de certeza, certezinha que jamais compraria um Mercedes ou BMW (e nem um AUDI).

domingo, 9 de novembro de 2014

             
      Na verdade, há dois tipos de homens, aqueles que lavam, esfregam e brunem o carro, em casa com a panóplia e estojo completo, e aqueles que levam o carro a lavar numa estação de serviço.







sábado, 8 de novembro de 2014

Bea_titude!


              É curioso vermos o fascínio (entusiasmo) nos olhos de um "puto" que tem idade para ser nosso filho. Mas haverá mesmo quem se interesse por esse estado de beatitude?! 

quinta-feira, 6 de novembro de 2014

Dú(b)ida...

Constato muita vezes que há mulheres que se comprazem nesse estado de "Mulher amiga" quando já não conseguem o estatuto de "amante", pergunto-me então, se na verdade será assim tão honroso? As mulheres começam a amar quando o homem acaba, acreditam que o amor (seja de que forma for) consegue tudo, não só o seu o amor, como o que homem lhe porta, amor esse sempre exagerado, elas exageram sempre diga-se! Pretendem com eloquência que o amor não tem limites quando ele vê os limites do amor, o que ela tem por ele e particularmente o que ele tem por ela, cuja pobreza conhece ele bem...

sábado, 1 de novembro de 2014

terça-feira, 28 de outubro de 2014

domingo, 26 de outubro de 2014

sexta-feira, 24 de outubro de 2014

Vamos considerar que sim...que é isso.

Quando alguém que já não vemos há um tempo,  não nos reconhece,  porque sim, porque parece que estamos muito diferentes, com um sorriso em jeito de elogio, vamos entender e aceitar isso como tal. O que me lixa com os elogios, contrariamente às críticas, é que nunca sabemos se são sinceros.  Será sempre proporcional à nossa auto estima ou quiçá...às nossas carências...

sábado, 18 de outubro de 2014

Isto é um post para Gajas, do estilo Workshop!

Os 10 mandamentos para termos um homem na mão :

1- Rir-se das suas piadas, mesmo que não tenha piada nenhuma é certo e sabido que um homem com sentido de humor sempre fez as nossas delícias, estimulamos assim  a sua confiança.
2- Gabar a sua subtileza, mais do que a sua inteligência, a subtileza dá-lhe a sensação que é mais do que único, singularmente diferente dos outros.
3- Apreciar o seu físico, mesmo que não tenha sido favorecido nesse sentido, (ele não se deixa enganar facilmente) há sempre uma característica ou várias até, que podem ser atraentes, os joelhos, as mãos, o dedo mindinho...sei-lá...as covinhas nas bochechas quando se ri, detalhes que fazem toda a diferença
4- Insinuar que somos uma leoa na cama, a maioria de nós só sabe miar em vez de rugir mas ele só se vai aperceber disso tardiamente e cá entre nós, a esperança é sempre a última a morrer.
5- Manter um certo mistério, despertar a sua curiosidade, na falta de dados mais concretos a sua imaginação abona sempre a nosso favor,
6- Jamais, never, nunca, revelar qualquer indício de ciúme ou de possessividade, adoptar sempre uma postura de pseudo-liberalista sobretudo no que diz respeito à sua liberdade, não à nossa.
7- Levar com os seus gostos musicais e simular serem melodias para os nossos ouvidos, aquele cliché do Rui Veloso "não se ama alguém que não ouve a mesma canção" virou axioma nos dias d hoje.
8- Revelar uma certa indignação ou mesmo insegurança face a conjunctura actual (daqui há 100 anos haverá sempre uma "conjuntura actual" negra e aflitiva) porque desperta nele a vontade de nos proteger e por conseguinte sente-se útil e quase indispensável.
9- Ouvi-lo e sobretudo escutar, de preferência ser proporcionalmente boa-ouvinte como pouco conversadora, nada é mais aborrecido do que uma mulher que tenha mais coisas para contar do que experiências por ele vividas.
10- E por fim mas não menos importante, o tom de voz, fale baixo e delicadamente, que não seja tão pouco num tom monocórdico porque isso poderia induzir desinteresse, algo mais parecido com subserviência e discrição.



terça-feira, 14 de outubro de 2014

Não que interesse muito mas....

...aquela musiquinha que diz " Meninas hoje vamos sair, Just girls vai ser só curtir..." estão a ver qual é certamente, ninguém escapou ao tu-ru...tu-ru...continua a ser a que se solta mais das goelas da "velhada", na aula de hidroginástica, todos os dias de manhã....engraçado não é?!!

segunda-feira, 13 de outubro de 2014

Dú(b)idas

       Por vezes pergunto-me se dizer parvoíces, nos dias de hoje, quando todo o mundo pensa profundamente, não será a única forma de mostrarmos que temos um pensamento livre e independente.

domingo, 12 de outubro de 2014

sábado, 11 de outubro de 2014

É bem capaz de me fazer sorrir...

Quando observo uma mulher, já com uma idade feita, a rondar os 45, que descobre (tardiamente)  que ainda pode seduzir ou que afinal, isto da sedução é bem capaz de ser algo de muito fácil, dispendioso quiçá, mas óbvio, é vê-la a saltitar toda colorida e brilhante, achar que sedução é cuidar de si-mesma para ficar sexy e redobrar de atenções para com genro masculino...
Esquece-se ou talvez não sabe (nem saberá) que "nunca é quando pensamos estar prontas para seduzir que seduzimos" e que a sedução está mais naquilo que ocultamos do que naquilo que revelamos.

Algo que pode adoçar...

Como é prazeroso constatarmos que após todos esses anos, continuamos a causar inquietação, aquele olhar de soslaio que nos encalça, um corpo que procura indecorosamente tocar o nosso, palavras infiéis que se escapam da boca contudo mantendo uma postura escorreita aos olhos dos outros...

Mas não...

quarta-feira, 8 de outubro de 2014

Seios e anseios...

(Autor : Mohane)

Umas cobiçam seios maiores que enchem as medidas de uma mão, outras seios mais pequenos, discretos, com mamilos timidamente desabrochados...quando eles anseiam por todos, amoldam-se e emolduram-os com destreza...



Parvoíce é o que é...

Tadinho do bichinho, eu também gosto muito dos animais, de cães e gatos em particular, só não gosto de galinhas mas jamais seria capaz de as depenar (vivas)...agora quando as pessoas começam a gostar mais de animais do que de pessoas...quando a perspectiva de abater um cão move milhares de pessoas, eu pergunto-me : Não têm mais que fazer ou com que se preocupar?!!!

terça-feira, 7 de outubro de 2014

O que fizeste no verão passado?

Tenho óptimas recordações dum verão sufocante, estava calor, tudo cheirava bem e o sol lambia os sótãos da minha aldeia. A felicidade estava hospedada no cimo dumas escadas de pedra.
Aquela emoção de o sentir, contra mim finalmente, as peles que se tocavam sem se procurarem, a doçura dos seus beijos, os cabelos que se convidavam nas nossas bocas, que nos provocavam e nos paravam por um tempo antes de retomarmos. Suas mãos sobre mim que me falavam dessas partes do meu corpo que eu não gostava e que ele tanto apreciava, seus dedos que escorregavam e prodigavam suaves carícias, precisas e urgentes...

Va au Diable! 

sábado, 4 de outubro de 2014

Sabes, não sabes? É que se não sabes, não aposto muito no teu potencial sexual...

...a diferença entre sensual e sensível? Ser sensível é ser capaz de sentir. Ser sensual é ser capaz de obter prazer com essas sensações.

Se eu pudesse escolher...

(Autor : Patrick Berthou)
...ou seja, escolher pelos dois, escolher a cor do céu, escolher a hora e escolher o lugar, tudo teria sido mais fácil, tudo teria sido melhor. Mas teria sido como nos museus, sabes? Tudo bem orquestrado, bem ordenado, bem colocado, tudo varrido, limpo e desenhado, um pouco como imagino a tua vida. Uma vida que não respira...uma vida como um mausoléo, como um mastaba egípcio decorado com cores vivas. Mas a vida não é assim, a vida é um pouco chata. Na vida, temos de lavar os dentes, não é como no restaurante, não podemos escolher o menu. E os outros fazem barulho, não comem as mesmas coisas, e, por vezes têm o descaramento de ter as suas razões, de não pensar como nós, de não agirem como nós.
Mas se eu pudesse escolher, apesar de tudo, teria vivido contigo e todas essas divisões teríamo-las pousadas sem restrições.
A vida é uma cadela que nos morde.
Como terminar ou como continuar?
Como fazer quando sabemos que não nos podemos perder mas temos tanta dificuldade em nos encontrarmos?

quinta-feira, 2 de outubro de 2014

Anônfala?!

Não! Tenho...e bem fundo, talvez por isso não faço comentários anonimamente. Seria despretensioso, inútil, fútil e tacanho. Presumi-lo chega a ser vexante.




terça-feira, 30 de setembro de 2014

Iguais mas nunca idênticos...


...O que a educação reprime a genética 
exprime.


" - Sabes que a Lara é minha namorada?
   - Sei, (tem dias meu filho...)
   - Pois mas ela, as vezes, chateia-me.
   - Então?
   - À mesa não se cala, não para, tenho de lhe dizer... "




sexta-feira, 26 de setembro de 2014

Aquilo que eu vejo será, mais cedo ou mais tarde, diferente daquilo que tu vês...





"É engraçado como as coisas podem mudar de aspecto, por vezes, quando vistas de um ponto de vista diferente daquele que sempre lhe conhecemos"


A propósito disto, dos blogs...

...diz-se que nos veem melhor quando não nos têm à frente. Não creio!

(Autor : Ralph Crane)

quinta-feira, 25 de setembro de 2014

Não que interesse muito mas...

...A Cristina Ferreira eleita pelo 3º ano consecutivo a mulher mais sexy do ano?!!! Deixem-me adivinhar quais eram as outras concorrentes, a Barbara Guimarães, a Luciana Abreu e a Rita Pereira, não? Vou jogar ao euromilhões...sinto-me com sorte!

Et dieu...crea la femme!

Estou rodeada de gente doida, com uma falta de objectividade tremenda, uns que não vivem mas copiam-se indecentemente, outros que aspiram a ter uma vida melhor às expensas do alheio. Vejo gente insatisfeita, desiludida com o rumo que a sua vida leva planeando soluções fantasiosas...aaah como é bom sonhar, esperar que um destino que nos foi traçado resolva essa ansiedade e mau-estar generalizado. Ouço lamentações de gente com os parâmetros trocados, privilegiam a forma em detrimento do fundo, mantendo as cabeças à tona, sorridentes e penteadas. Gente que tergiversa e já nem sabe conversar, jeremiadas que já nem me comovem. 
Posto isto, pergunto-me se afinal serei eu a fina? 

domingo, 7 de setembro de 2014

quarta-feira, 3 de setembro de 2014

O que já aprendi em 8 meses de blogosfera!

Curiosamente é quando a malta regressa ao emprego que isto prolifera, borbulha, rebenta, detona?!!







Ele

Confortara sua vida nessa escolha prazerosa de ser o amor da vida de alguém em vez de procurar incessantemente o amor da sua vida...

sexta-feira, 22 de agosto de 2014

A vida é como é e por vezes é....suspiros!

Pior do que ser ignorante é ser ignorante e teimoso (ou orgulhoso vá)...sabem aquela velha dúvida do "diz-se obrigada ou obrigado" ? Tsss....

Não que interesse muito mas....

...desodorizante com rótulos antitranspirantes de 48h ver 72h....isso é o quê? Excesso de zelo ou algum incentivo para a filosofia do anticonsumismo?

quarta-feira, 20 de agosto de 2014

"Plus je t'embrasse et plus j'aime t'embrasser..."

"- Para fumares menos, beija-me mais..."

Um beijo pode significar muita coisa, ou nada. Sua variedade, tanto na forma como no significado, sempre me surpreendeu.
Com algumas pessoas, são raras, não deveríamos falar, deveríamos logo estar nos seus braços, acariciar os seus lábios, com um simples toque de dedos, lentamente e de seguida beijarmo-nos amoraçadamente. As palavras são inúteis, deveriam chegar depois, mais tarde, confirmar o que o corpo sabia desde o início...

quarta-feira, 13 de agosto de 2014

E quando estás tranquilamente sentada, a beberricar enquanto vais lendo e ouves como ruído de fundo uma única voz...uma voz potente, que sabe tudo, que faz assim e assado, que com ela não seria assim ou assado, que foi a todo o lado e conhece tudo e todos...essa voz que emprenha e só te apetece dizer-lhe : e porque não te calas?!!!

quarta-feira, 30 de julho de 2014

(Autor : Jean du Chemineau)
"- Algum dia, alguém já se atreveu a contradizê-lo?

 - Não alguém. Toda a minha vida. "





terça-feira, 29 de julho de 2014

Não que interesse muito mas....

....quando uma mulher tem de chegar protector solar na cara do "seu" respectivo, isso é o quê? Dedicação ou subserviência?


Sabes, não sabes? É que se não sabes, é patético!

A diferença entre ser fino e pedante? O esforço que deves ter para parecer...




terça-feira, 22 de julho de 2014

This is so funny!

Já repararam como os comentadores "Anónimos" ganham género consoante o género do/a blogger?

segunda-feira, 21 de julho de 2014

Não que interesse muito mas...

...uma empresa de construção civil pedir factura para despesas, de 5 kgs de bacalhau, será mesmo necessário?


segunda-feira, 14 de julho de 2014

E quando as modas pegam...

...temos uma dúzia de pessoas no meio da "pista" (será esse ainda, o nome que se dá àquele recinto onde todos dançam numa discoteca? Sinto-me um pouco desactualizada) com copos de balão que mais parecem saladeiras de fruta, com meio quilo de gelo (para o líquido parecer muito) e Gim!!! Tão chique!


Good, good morning! Ou será já Afternoon?!


sábado, 12 de julho de 2014

Veni, Vidi, Renzi...

"a Europa ensina-nos como devemos pescar o atum de maneira a causar o mínimo de sofrimento aos peixes e nada nos diz sobre a nossa obrigação de salvar os imigrantes que correm o risco de morrer afogados no Mediterrâneo"

(Discurso de Matteo Renzi no Parlamento Europeu)

sexta-feira, 11 de julho de 2014

O Olhar

(Autor : Jeff C )
Ele ensina-nos todos os mistérios do amor, porque o amor não está na carne, nem na alma, o amor está nos olhos que roçam, que acariciam, que sentem cada nuance das sensações e do êxtase, no olhar onde os desejos se magnificam e se idealizam. Viver nesse olhar onde todas as formas terrenas se apagam e desaparecem ; rir, cantar, chorar com os olhos, mirar-se nesse olhar e afogar...ser amada nesses olhos que guiam cada gesto...saudade desse olhar...

terça-feira, 8 de julho de 2014

sábado, 5 de julho de 2014

WANTED ALIVE!

Sinto uma profunda admiração por pessoas com inteligência emocional. Mais do que lhes conhecer o QI, sentir que têm a capacidade de reconhecer os seus próprios sentimentos e os dos outros e por conseguinte saber lidar com eles, o aproveitamento que fazem dessa faculdade intelectual que não seja de uma forma mesquinha, comodista e quase diria previsível de tão comum que possa ser, provoca em mim uma vontade de aproximação, um profundo respeito e necessidade de convivência mais íntima, sentindo que a mesma só me pode ser benéfica, um crescimento emocional e apaziguador, uma cumplicidade nascente e sobretudo alicerça a base de todas as relações : a confiança...
Os outros, essa grande maioria de tão desprovidas de inteligência emocional que é,  jamais perde a oportunidade de se auto-promover e isso...

quinta-feira, 3 de julho de 2014

Falácia!

O que há de bom com os estudos, é que há sempre um que vem contradizer outro...

domingo, 29 de junho de 2014

Ela

(Autor : SHA - 1 Photo)
Ela vivera no seu corpo, apenas no seu corpo. Morara no interior da sua carne povoada de sonhos nebulosos e desejos revoltos. Vivera ali como soberana, no silêncio, na solidão e na lentidão... Porque o tempo no seu corpo fluíra de outro modo do que no exterior, numa marcha lenta extrema...

sexta-feira, 27 de junho de 2014

Não que interesse muito mas...

...há blogs todos blindados, entre códigos e aprovações...não sei mas....isso tudo é medo?


Sabes, não sabes? É que se não sabes, isso entristece-me!

A diferença entre ser virulento e mordaz? É que eu por exemplo, morder gosto, mas não obtenho nenhum prazer em ferir...

Damn! I love this music...


You have a dream...

...há pessoas que nascem e crescem com um objectivo de vida, ter casa perfeita, ecologico-confortável, fundar uma família, ter cão, gato, carros, férias de sonho e como derradeiro idealismo ... adoptar.

quarta-feira, 25 de junho de 2014

Isto é um post para Gajos!

Chegou a altura do ano em que os Homens comprovam (mais do que provar) que eles, afinal, também sabem cozinhar, o verão é por excelência a época em que os homens conseguem afirmar a sua posição de machos dominantes, possantes e viris. E tudo isso graças ao "Barbecue" !!! Mais do que uma história de cozinha, o barbecue é uma história de homem. Vem lá dos primórdios em que ele era responsável por alimentar a  sua tribo,  uma tarefa perigosa e árdua! Nada melhor que um garfo com 2 dentes para lhe criar a ilusão de estar a manejar uma lança! Aliamos a isso o "perigo do fogo", aquelas labaredas que o homem domina com mestria de cerveja gelada na mão, e temos um homem que controla o perigo, protege a sua "tribo" enquanto arrisca a sua vida para que possamos deixar de cozinhar de quando em vez!
O que ele, por norma esquece, é que enquanto ele se dá aos prazeres da cozinha "a sério", a mulher ela, desencadeia todo o processo inerente ao Barbecue!

- A mulher vai ao supermercado
- A mulher prepara a salada, legumes e sobremesa.
- A mulher prepara a carne para cozinhar, coloca-a na bandeja com os utensílios necessários e leva-lha.
- A mulher põe a mesa enquanto verifica a cozedura dos outros alimentos (quando não tem também que deitar um olho na carne, isto porque o homem fica distraído e reclama que não há bebidas frescas suficientes no frigorífico).
- A mulher serve a carne e restantes acompanhamentos na mesa.
- A mulher levanta a mesa, serve a sobremesa e cafés com "cheirinhos".
- A mulher arruma a cozinha e afins porque fica sempre uma balbúrdia fora e dentro.

E por fim, quando o homem plenamente satisfeito, pergunta à mulher se ela apreciou o facto de não ter cozinhado hoje, perante o seu ar aborrecido, conclui que as mulheres, nunca estão satisfeitas! 

Não será uma espécie de....

(Autor : Will Sanders)
...egoísmo quando diante dos males alheios, gratificamo-nos com a nossa simples felicidade?

sábado, 21 de junho de 2014